Salivaçao excessiva

O aumento do fluxo salivar é denominado com os seguintes termos ptialismo, hipersalivação ou hipersecreção.

Dentre os transtornos relacionados ao fluxo salivar, o aumento notório da salivação é o que mais acomete pessoas de diferentes faixas etárias. O aumento do fluxo salivar é denominado com os seguintes termos ptialismo, hipersalivação ou hipersecreção. Vários fatores podem propiciar o aumento do fluxo salivar, ressaltando que as causas do aumento do fulo salivar podem ser fisiológicas ou patológicas.

Causas fisiológicas do aumento do fluxo salivar:

- Mulheres durante o período de gravidez estão mais propicias a terem aumento na salivação principalmente entre o período referente ao segundo e ao quinto mês de gestação;

- Os lactantes tender a ter uma descarga maior no fluxo salivar até que se desenvolvam os reflexos musculares iniciais da deglutição e também do selamento labial;
A erupção da dentição também pode causar o aumento no fluxo salivar dos lactantes.

Causas patológicas do aumento do fluxo salivar:

  • Helmintíases;
  • Espasmos;
  • Úlcera duodenal;
  • Pulpites;
  • Litíase;
  • Irritações orais;
  • Periodontites;
  • Hérnia de hiato
  • Hepatite viral
  • Alterações inflamatórias amidalites ou faríngeas também podem ocasionar o aumento do fluxo salivar.

Esse aumento no fluxo salivar pode ocasionar descamação dos lábios, dermatite ao nível do mento ou queilite angular. Em alguns casos esse aumento do fluxo também pode apresentar fadiga muscular por uma deglutição constante. Além de ocasionar
algumas mudanças no paladar e odor desagradável por causa do acúmulo constante de saliva.

Mais informações por email:


Abaixo textos relacionados: